segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Verso do moppan

生死事大
無常迅速
光陰可惜
時不待人

Vida e morte são grandes questões;
tudo passa rápido.
Gastar dias e noites é uma lástima;
o tempo não espera por ninguém.

Esta é uma tradução livre do verso recitado no toque do moppan, a plaquinha de madeira da foto, encontrada em um centro de prática zen. O verso é recitado no final do dia, ao término do último período de zazen. No começo tal admoestação para "não gastar a vida" me irritava: viver a vida não é joga-la fora. Do que essa gente tinha medo ou pressa? Agora, no entanto, ouço apenas uma voz firme, porém carinhosa, que me diz "a hora é agora".

Um comentário:

  1. É o momento mais esperado por mim durante um sesshin, não tanto pelo sinal de que a série de zazens está encerrando, mas mais pelo fato de que as batidas ritmadas no moppan me fazem perceber com nitidez o tempo se esvair, como se fosse areia escapando entre os meus dedos.

    Grata
    Gasshô
    Rosana.

    ResponderExcluir